Fala, Presidente! com Bruno Bianco Gall de Carvalho (SBQ/RJ)

YD Comunicação - 24/02/2023

O atual presidente da Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ) regional Rio de Janeiro, Bruno Bianco Gall de Carvalho, foi vice-presidente da regional na gestão passada e secretário em outra gestão. O cirurgião plástico trabalha no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Hospital Federal do Andaraí e acredita que campanhas de prevenção devem ser intensificadas para alertar a população. 

À SBQ, o médico falou sobre projetos e desafios no tratamento de pacientes queimados. Confira:

- Como iniciou o atendimento a pacientes queimados?

Assim que me formei em cirurgia plástica, fui chamado para trabalhar no Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Federal do Andaraí e foi quando comecei a ter contato maior com a temática, a entender mais e a trabalhar diretamente com esses pacientes. Acabei gostando muito, tanto do clínico quanto do cirúrgico, e passei a cuidar de pacientes grande queimados e de feridas crônicas.

- O que pretende fazer pelo seu estado enquanto presidente da SBQ regional?

Estamos organizando boletins virtuais para levar informações à população sobre queimaduras, tratamento, prevenção e o que fazer e não fazer. Para a campanha Junho Laranja, vamos fazer um simpósio aberto ao público, voltado para a prevenção de queimaduras e o tratamento clínico e cirúrgico, para ser feito no Hospital Federal do Andaraí. 

Também estamos trabalhando diretamente no CTQ do Hospital, onde eu sou médico de rotina, e estamos tentando fazer com que o nosso CTQ seja novamente referência no Rio de Janeiro. Já implementamos algumas mudanças, hoje temos disponível curativos de longa permanência e um suporte para tratamento cirúrgico melhor para esses pacientes. Atualmente, tentamos fechar algumas parcerias com empresas para garantir o tratamento completo, até aquele que o SUS não consegue garantir para os nossos pacientes, como o uso da malha cirúrgica e da malha de compressão quando os pacientes têm alta e já estão com as queimaduras cicatrizadas

- Quais são os maiores desafios na região no atendimento a queimados?

Atendemos uma população de baixa renda no nosso CTQ e temos muitos acidentes provocados por utilizar o álcool para cozinhar. Temos um grande desafio de tentar fazer a prevenção desse tipo de acidente já que as pessoas dependem disso como meio de subsistência. 

O SUS do Rio de Janeiro, no CTQ do Hospital Federal do Andaraí, nos oferece ainda bastante suporte, lógico que em alguns momentos faltam materiais importantes para o tratamento de alguns pacientes, mas tentamos organizar para levar sempre o melhor tratamento para os nossos pacientes. 

Atualmente, um dos maiores desafios, é a prevenção e o pós-queimadura.  No momento, tentamos atuar nas sequelas e garantir a malha cirúrgica para muitos pacientes que não tem condições de comprar. Trabalhamos bastante na fase aguda da queimadura, tirar o paciente dessa fase aguda com com os recursos que que temos disponíveis, tanto dos mais básicos quanto de tecnologias que acabam chegando pra gente. 

Mais um desafio ...

Acho importante fazer campanhas maiores de prevenção, principalmente para essas pessoas que vivem na linha da pobreza, talvez ensinando, como é difícil falar isso, mas ensinando como usar de forma correta o álcool para cozinhar e evitar acidentes.

Outras Notícias

SIG Queimaduras de 17 de julho falará sobre protocolo de sepses no queimado

Peças publicitárias sobre prevenção de queimaduras criadas por alunos da UEL serão usadas pela SBQ

Programação preliminar do XIV Congresso Brasileiro de Queimaduras está disponível no site do evento

Cicatrizes de queimaduras será tema de palestra online nesta quarta-feira (3)

Camp Samba chega à sua 7ª edição nos dias 14 a 17 de julho

Campanha Junho Laranja encerra com engajamento que dá orgulho à SBQ

Atenção com crianças com alguma deficiência deve ser redobrada

SBQ pactua projeto piloto de DDT de queimados na Central de Regulação de Divinópolis

Divinópolis (MG) recebe Curso Nacional de Normatização de Atendimento do Queimado (CNNAQ)

Queimadura em idosos exige cuidado redobrado

Cidades do Brasil incluem o Junho Laranja no calendário oficial de eventos

Campanha Poder da Gentileza da Mölnlycke preza por cuidados gentis no tratamento de feridas por queimaduras

No dia de São João, o alerta é para cuidado com fogueiras, fogos e líquidos quentes

Última semana de junho terá duas lives sobre inovações tecnológicas

Dois presidentes regionais da SBQ são eleitos conselheiros do Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Coffito)

Junho Laranja: crianças são as principais vítimas de queimaduras no Brasil

Escoteiros do Brasil aliam-se à SBQ em campanha de prevenção a queimaduras

CBQ 2024: Prorrogado prazo para submissão dos trabalhos

Parceria entre SBQ, Fepecs e Abracopel pretende monitorar dados de queimaduras no Brasil

Médico usou poema para fazer uma das primeiras campanhas de prevenção a queimaduras do Brasil