Uso de pele de tilápia para tratar queimaduras é retratado em série norte-americana

Publicado em 21 de novembro de 2017

O tratamento com pele de tilápia ganhou destaque no meio científico e também na mídia. Mas, recentemente, alcançou notoriedade na dramaturgia durante o 6° episódio da série de tevê norte-americana The Good Doctor (O bom doutor, em tradução livre). Na cena, os personagens evidenciam o tratamento desenvolvido pelo Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento em Medicamentos (NPDM) da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC) como meio eficiente no tratamento de queimados.

Na trama, uma mulher de 26 anos chega ao hospital com queimaduras de 2° e 3° grau no pescoço, peito e braço esquerdo e é socorrida pelo médico Jared Kalu. Ao notar a gravidade dos ferimentos, Kalu procura o médico superior Marcus Andrews e pede autorização para utilizar a técnica desenvolvida no Brasil e que fora adotada pelo Hospital Comunitário de San Diego.

Para convencer o superior, o médico usa os seguintes argumentos: a pele de tilápia contém mais proteínas de colágeno de ambos os tipos 1 e 3, inclusive mais que a pele humana, e auxilia na recuperação tecidual, descartando enxertos. Além disso, pode acelerar a cura, reduzir o risco de infecção e diminuir a dor (tradução livre).

O trecho em que a pele de tilápia é citada foi compartilhado pelo coordenador do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos da UFC, Odorico de Moraes. Confira o vídeo:

https://www.facebook.com/odorico.moraes/videos/1739324856077544/


Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>