Sentidos e significados da prevenção de queimaduras no ambiente doméstico, atribuídos por famílias de crianças vítimas de queimaduras: um estudo etnográfico

Publicado em 24 de janeiro de 2014

Disponibilizamos nesta página o resumo e o link para download da tese de doutorado de Iara Cristina da Silva Pedro, defendida na Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da USP em dezembro de 2013. A orientadora da tese foi Lucila Castanheira Nascimento.

Resumo em português

Diversos tipos de acidentes envolvendo crianças e adolescentes acontecem no ambiente domiciliar e, dentre os principais, encontram-se as queimaduras. O objetivo desta pesquisa foi interpretar os significados atribuídos à prevenção de queimaduras pediátricas no ambiente doméstico, na perspectiva de crianças vítimas de queimaduras e suas famílias. Para tal, realizou-se estudo com abordagem metodológica qualitativa, fundamentado no referencial teórico da Antropologia Interpretativa e no método etnográfico. Após a aprovação pelo comitê de ética, tanto da instituição proponente quanto da coparticipante, foram convidadas a participar da pesquisa seis crianças vítimas de queimadura em ambiente doméstico, atendidas no Centro de Tratamento de Queimaduras do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo e seus familiares, totalizando 20 participantes. Para a coleta de dados, realizaram-se observações participantes, diário de campo, entrevistas em profundidade e a baseada na eliciação da fotografia, prioritariamente nos domicílios dos informantes e contexto hospitalar, no período de janeiro de 2012 a junho de 2013. Privilegiamos um engajamento prolongado no campo, com a coleta e a análise dos dados desenvolvidas concomitantemente. Procedeu-se à análise temática indutiva dos dados. Identificaram-se os códigos e quatro unidades de sentidos: Explicação para a ocorrência da queimadura, Identificação do perigo, Prevenção de queimaduras, Repercussões da queimadura, as quais serviram de base para a construção de três núcleos temáticos, que fornecem os significados: “Abrir o olho de verdade”: enxergando a possibilidade da queimadura, “Aqui dentro, não!”: o exercício do controle dentro de casa, e “Uma questão de cultura do jeitinho brasileiro”: partindo do “acidente que aconteceu” para a “mudança de hábito”. Os significados foram explicados pelo conceito antropológico da vulnerabilidade. O processo de prevenção de queimaduras no ambiente doméstico é muito amplo e necessita do envolvimento de diversos setores públicos, bem como da conscientização da comunidade para esta temática. Somente com a interligação de todos é que será possível, aos poucos, produzir uma mudança cultural de hábitos com vistas à redução das vulnerabilidades pessoal, social e programática de crianças e suas famílias para as queimaduras, fortalecendo, individual e coletivamente, as crianças e seus familiares

Título em inglês
Senses and meanings of burn prevention in the home context attributed by families of child burn victims: an ethnographic study

Faça o download da tese Sentidos e significados da prevenção de queimaduras no ambiente doméstico, atribuídos por famílias de crianças vítimas de queimaduras: um estudo etnográfico


Comente no Facebook

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>